Arquivo | junho, 2009

Ninguém usa fio dental!

29 jun

pandeirão

pandeirão


E não me refiro ao que Juliana Paes utiliza. A foto foi a primeira que apareceu no Google imagens, só pra dar audiência mesmo.
Hoje eu cheguei à conclusão de que eu sou o único a usar fio dental aqui no trabalho. Pior do que encarar que o Michael Jackson se foi é ficar a tarde inteira com algo entre os dentes. Mas eu, perspicaz que sou, tratei de encontrar uma secretária bem resolvida, ou seja, aquela que carrega fio dental na bolsa. Minutos depois já me sentia aliviado.

E lá se foi Michael…

26 jun

https://i0.wp.com/www.mikepaulblog.com/blog/media/Moonwalking%20MJ.jpg

Michael Jackson morreu ontem à tarde, deixando todos atônitos. Televisão, rádios e revistas deram destaque à carreira do cantor, com leve foco à vida pessoal do astro. Mas, esta não parece ser a opinião da maioria da população.

A conversa de metrô era a mesma nesta manhã: “o comedor de criancinhas teve seu devido fim”, “morreu porque não dava pra ficar mais branco”. Definitivamente as pessoas padecem de informação e principalmente de cultura. Esquecem que o cantor foi responsável pela revolução da música pop mundial e profissionalizou o videoclipe. Este, no caso de Michael, mais se assemelhava a curtas. Deixam de lado, ainda, aquela antiga máxima, de que não se mistura vida com carreira. Todos têm o seu auge da produção profissional. Michael, como qualquer um, teve o dele e deve ser admirado por isso.

Capitalismo maluco

24 jun

Eu nunca entendi algumas coisas no capitalismo. Nessa última crise, então, ficou mais difícil. Um exemplo prático para ilustrar o que estou falando: quando viajei pra Buenos Aires, eu gastei como ninguém em um mês. No mês seguinte, logicamente, eu enfrentei em uma certa reatração pra igualmente compensar toda aquela felicidade (pagar tudo). Será que o Mercado não consegue prever isso também? Algo como “vamos vender muito agora, mas as pessoas precisarão de tempo para usufruir/pagar o que compraram”. O apocalipse se instala e ficam todos “sem entender”.

 

E falando em capitalismo, olhem o que saiu na BBC:

24/06/2009 – 10h20

Socorro a bancos em 1 ano supera ajuda a países pobres em 50, diz ONU

A indústria financeira internacional recebeu no último ano quase dez vezes mais dinheiro público em ajuda do que todos os países pobres em meio século, segundo aponta um relatório divulgado nesta quarta-feira pela Campanha da ONU pelas Metas do Milênio.
Segundo a organização, que promove o cumprimento das metas das Nações Unidas para o combate à pobreza no mundo, os países em desenvolvimento receberam em 49 anos o equivalente a US$ 2 bilhões em doações de países ricos.

Apenas no último ano, os bancos e outras instituições financeiras ameaçadas pela crise global receberam US$ 18 bilhões em ajuda pública.

image Joinha?

Televisão segunda à noite!

23 jun

https://i0.wp.com/2.bp.blogspot.com/_7I5nCXuIlps/SV8AWGiM7LI/AAAAAAAAOko/nBeB3Oqqrjk/s400/Luciana-superpop-333-site.jpg

Segunda-feira deixou de ser um dia entediante pelo menos para quem assiste televisão. Não sei quanto a vocês, leitores, mas assistir televisão nas noites do segundo dia da semana – a semana começa no domingo, certo? – é uma tarefa árdua. A programação é tão variada que nunca consigo ver um programa por inteiro. E tem para todo gosto: de Roda Viva à Superpop.

Minhas terças-feiras serão sempre sonolentas, porque sou escravo da TV às segundas. Sim, eu gosto dela! E Não tenho vergonha disso. Veja a amostragem de ontem, por exemplo. A TV Brasil exibia o Roda Viva com o Celso Amorim, Ministro das Relações Exteriores. Aquele poleiro de jornalistas bombardeando o entrevistado (quando o convidado é interessante) me fascina. A Band, por sua vez, o CQC, que dispensa comentários. Já a Rede TV levava ao ar o tradicional Superpop. Vejam vocês que o debate de Luciana Gimenez girava em torno dos vampiros. Sim, eles existem. E tinha até vampiro de verdade escondido! Não passei pela Record, Globo e SBT, pois exibiam programas enfadonhos.

Penso que essa variedade de programação deveria ser diluída aos sábados e domingos, que sofrem de uma anemia de atrativos. Sinta-se ignorado caso pense que darei valor a Angélica e Luciano Huck. Todavia, a prova do martelo no programa Silvio Santos ainda alegra meu domingo.

Nota rápida: a Rede Vida transmite missas em HD. Já pensou quando começarem a exibir o Terço com essa qualidade toda de imagem? Logo lançarão o Blue Ray do Padre Marcelo. Erguei as mãos em high definition!

Enfim, jornalista!

19 jun

Parece que não é só o Governo Federal que tenta realizar sonhos. Ontem o STF proferiu decisão importante para milhões de brasileiros: o sonho de ser William Bonner. Que atire a primeira pedra (calma, Madalena) aquele que nunca ensaiou um “boa noite” encorpado durante a abertura e fechamento do Jornal Nacional. Ao que tudo indica, neste caminho não há mais pedras, Drummond.

Tão logo ciente da notícia, tratei de imaginar qual seria a bancada mais espaçosa, o terno impecável e o microfone imponente. Mas, é preciso estar atento. Jornalistas também têm suas características, e não é prudente exigir que Alexandre Garcia seja carismático como Ricardo Boechat, muito menos forçar o estilo e elegância de Renato Machado em Liliane Cardoso, atual apresentadora do DFTV – jornal local da Globo Brasília que recentemente incorporou o jogral como forma “menos massacrante” de ser assistir um telejornal. Logo, devemos compreender nossas virtudes e defeitos e procuramos essas duas características naqueles que prosperaram no mundo da informação.

É por isso que decidi elaborar uma pequena lista baseada nos potenciais jornalistas que tenho como amigos, pois em muito se assemelham àqueles que vemos todos os dias. Peço que contestem a lista, já que minha aguçada percepção também tem seus dias de cão. Lembro, ainda, que desconsiderei o gênero (masculino/feminino) do jornalista, e espero que façam o mesmo. Vejamos:

 

https://i2.wp.com/st1.mais.uol.com.br/D/7A/D1/24633-large.jpg

Eu

Quem seria: Lilian Witte Fibe

Motivo: mau humor e impaciência explicam tudo.

 

 

https://i0.wp.com/www.bahianoticias.com.br/fotos/editor/Image/Marcio_Canuto_GLOBO.jpg

Thiago

Quem seria: Márcio Canuto

Motivo: está sempre no meio do povo.

 

 

https://i1.wp.com/upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/2/27/Regina_Cas%C3%A9.jpg

Ianne

Quem seria: Regina Casé

Motivo: é o próprio povo.

 

http://outrocanal.files.wordpress.com/2009/05/regina.jpg           https://i1.wp.com/www.museudatv.com.br/biografias/Celso%20Russomano.jpg

William

Quem seria: Regina Volpato ou Celso Russumano

Motivo: mesmo em situações adversas (pastel + caldo de cana na “rodô”) mantém o estilo e a elegância – Regina. O lado Celso tem mais a ver com o seu trabalho.

 

https://i1.wp.com/www.pavefrancesimagens.blogger.com.br/ilzepadroeira.jpg

Paula

Quem seria: Ilze Scamparini

Motivo: bom gosto para as coisas que projeta inacessível aos mortais.

 

https://i1.wp.com/3.bp.blogspot.com/_GyOqHi-OOrs/SeotnXaZWWI/AAAAAAAAAtY/NhF1AHufNmw/s200/Lucia+Hipolito.jpg

Narciso

Quem seria: Lúcia Hipólito

Motivo: vive de política e sempre fala mal do PT.

 

 

http://misterangel.files.wordpress.com/2008/05/gloria_kalil.jpg

Pedro Ivo

Quem seria: Glória Kalil

Motivo: bom gosto, elegância, carisma e sempre atento às tendências.

 

 

https://i2.wp.com/4.bp.blogspot.com/_ROcuxW_jl9k/SRh6ax-mSrI/AAAAAAAABtk/2vkrqUjuLcM/s320/%3D%3Fiso-8859-1%3FQ%3FMirian_Leit%3DE3o_-_O_Jornalismo_Avestruz_-_Um_abra%3DE7o_-_Dr%3F%3D%09%3D%3Fiso-8859-1%3FQ%3Fauzio_Milagres_-_Entre_no_Blogger_-_O_Mundo_no_Seu_Dia-a-D%3F%3D%09%3D%3Fiso-8859-1%3FQ%3Fia_-_E_fa%3DE7a_seus_coment%3DE1rios-771388.jpg%3F%3D

Polliana

Quem seria: Miriam Leitão

Motivo: sempre estuda teorias complicadas que culpam o homem como o opressor da mulher. No caso da Miriam, a culpa é sempre da crise e do governo Lula.

 

https://i2.wp.com/www.jornaldeuberaba.com.br/Paginas/Colunas/Colunistas/ClaudioHumberto.jpg

Ninguém se assemelhou/quis ser Cláudio Humberto.

Por que não me empolgo com o final de semana?

19 jun

Fim de semana, de novo, eu tô no meio do povo. Na maior curtição. Só se for para o Zezé e o irmão sombra dele. Só começo a pensar no sábado a partir de quarta-feira. É estranho porque tão logo chego em casa, a mesmice começa. Não há absolutamente nada para se fazer e a idéia de sair para me divertir só me remete a mais trabalho. Explico: as pessoas se divertem no Plano Piloto, que fica a cerca de 35 minutos de onde moro. Eu trabalho no Plano Piloto! Logo, me rastejar até aqui (estou no trabalho, neste momento) é o mesmo que prolongar a minha semana de trabalho até o domingo. Alguém compartilha desse sentimento? Polliana, fiel leitora, manifeste-se!

Como matar um rato

14 jun

https://i2.wp.com/www.digestivocultural.com/jdborges/artigos/coletaneas/primeirafornada/images/ratinho_na_tv.jpg

Após experiência bem sucedida durante uma emboscada a um roedor, creio que se faz necessário compartilhar com vocês minha receita de sucesso. Como diria Olair Francisco, “o que mudou a minha vida pode mudar a sua”. E não estou falando de comprar e vender calçados. Vamos ao que interessa!

Materiais necessários:

  • 1 Baygon verde aerosol;
  • 1 vassoura;
  • 1 cabo de enxada;
  • 2 irmãs histéricas.

Primeiramente, localize o rato. Disponha as irmãs histéricas em algum lugar alto e certifique-se de que elas estão dando informações corretas sobre a localização do roedor. Cutuque o local para que ele saia. Em caso de demora, borrifar uma grande quantidade de Baygon verde (ele odeiam o cheiro) até que o sem-vergonha corra. Utilize a vassoura não para matá-lo, mas para prendê-lo e, em seguida, aplicar-lhe o golpe final (fatality) com o cabo da enxada em sua cabeça. Erga o último instrumento em direção ao céu sob a trilha sonora de “We the Champions”. Caso o rato corra para debaixo de um tapete ou canto, aplicar o golpe final com igual intensidade e rancor.