Arquivo | maio, 2009

Fim do Espaço Brasil Telecom?

19 maio

 

image     

No último sábado, durante o show de Teresa Cristina, a cantora deixou vazar que havia um boato de que o Espaço Brasil Telecom acabaria, e que aquele seria o último evento realizado lá. No dia seguinte, domingo 17 de maio, a Oi já teria absorvido a BRT, segundo a própria propaganda.

Até então não tinha me atentado para isso. E faz sentido: há semanas lojas e quiosques da Brasil Telecom já estavam reformulados e ostentavam o simpático balão amarelo. Já no Espaço Brasil Telecom nada havia sido feito, nem mesmo uma distribuição de panfletos ou video da nova marca. Na verdade, foi apresentado um pequeno video relembrando os melhores shows da Casa. Como não ia lá há um bom tempo, não sabia se esse vídeo era sempre apresentado. Não faria sentido, portanto, deixar que um espaço cheio de gente disposta a gastar ficasse sem o devido tratamento.

Estava na cara: a Oi não daria continuidade ao Projeto. Pesquisando um pouco, descobri que a Empresa tem um projeto chamado Oi Futuro, que pouco tem a ver com casas de espetáculo. Inclusive tive a oportunidade de visitar um museu/teatro da Oi na capital carioca. Bem mais interessante e democrático.

O fim do Espaço Brasil Telecom significará uma grande perda cultural para Brasília. Todavia, acho que apesar das grandes atrações que trazia, nunca foi um local democrático e provavelmente se valia de leis de incentivo à cultura para fomentar algo muito mais direcionado à classe média, a começar pela péssima localização: dentro de um hotel 5 estrelas. Para se ter idéia do quão elitista é o lugar, simplesmente não há transporte público que leve até esse hotel, e tampouco é oferecido transporte gratuito (a exemplo do que CCBB faz). Preferiram encher o lugar de manobristas para “melhor atender o público”.  Ao meu ver, a melhor opção seria recriar o espaço aos moldes da Caixa Cultural: perto do metrô/ônibus, preços populares e horário adequado para os espetáculos.

 

ps.: ao acessar o site do Espaço Brasil Telecom, ainda havia eventos para o mês de maio.

Anúncios

Marlene Mattos: “Tive uma relação de amor com Xuxa”

14 maio

E outro dia a Rainha tinha dito ao Altas Horas que dormia sem calcinha, tinha orgasmos múltiplos e sonhava com duendes. Haja água de coco pra esse povo. Não falo nada!

———————————————

Marlene Mattos: “Tive uma relação de amor com Xuxa”

Em entrevista à Revista Quem desta semana, Marlene Matos, que por anos capitaneou a carreira de Xuxa Meneghel e depois rompeu drasticamente a amizade, fez algumas revelações. Entre elas, que sua relação com a apresentadora foi de amor. Mas, contrariando as más línguas, ela garante: “Não teve sexo”.

Notas rápidas

14 maio

1. Irmã passou no concurso da Civil. Vai trabalhar atendendo as “Saborosas” que tomam água de coco.

2. Eu não passei em nenhum. Mas voltei a estudar. Devagarinho, é claro.

3. O trabalho está cada dia pior e desestimulante. Tem sido um suplício vir pra cá todos os dias.

4. 30 Rock é bom. Batom de doce de leite, não.

5. Sábado tem Teresa Cristina!

A farsa do Batom de doce de leite

14 maio

https://i0.wp.com/sobrenada.org/images/baton_docedeleite.jpg

Ontem, ao retornar do típico almoço externo de quarta-feira, desembarquei na rodoviária em uma ânsia tremenda por chocolate. Fui logo atrás de um daqueles quiosques toscos e, é claro, atrás de um Batom da Garoto. Gentilmente a atendente informa que “o de chocolate não tem”, apenas de doce de leite. Por que não, pensei. O erro acontecia ali.

Que diabos era aquilo? Um mix de leite com caramelo travestido numa embalagem que dizia ser o deveria ser? Estragaram o Batom, Brasil! Chamem a Record e façam um link direto da “rodô”. Provavelmente a idéia de se fazer o “sabor” doce de leite veio de um argentino, já que tudo por lá se resume a mullets, cigarro e doce de leite. Serei mais prático: esse Batom é Dercy sem palavrão, Palmirinha graduada em Letras e Roberto Carlos vestindo algo marrom.

Teresa Cristina!

11 maio

Continuando minha agenda cultural de maio (diga-se, agenda de vagabundagem), neste final de semana tem Teresa Cristina no Espaço Brasil Telecom. Ingresso e carona garantidos, resta agora esperar que o final de semana chegue logo pra conferir Delicada, novo CD da cantora. Para os ignorantes, Teresa é considerada uma das novas vozes do samba de raiz.

Sua especialidade é o samba-canção, gênero que poderia ser grosseiramente classificado como um “samba romântico” (jamais confundir com Exaltasamba, Soweto e afins). Ela saiu do bairro da Lapa, no Rio, e antes de se descobrir sambista (porque também compõe, ao meu ver) já trabalhou como manicure, vendedora e afins.

Isso não importa. Vale mesmo conferir a voz doce de Teresa Cristina. Meu primeiro de muitos shows, espero. E pra quem gostar de mim, adoraria ganhar o DVD dela. Fica a dica, ó!

Alô… Alô?: 100 Anos de Carmen Miranda

4 maio

Nesse final de semana teve muita coisa boa. E fechou da melhor forma no sábado, já que no domingo eu não fiz absolutamente nada!

Fui ao primeiro dos quatro shows em comemoração ao centenário de Carmem Miranda, no CCBB. Pensei que conhecia boa parte da obra dela, mas nada passou de um puro devaneio, e me juntei a toda a platéia que não acompanhava boa parte das músicas. Isso porque a maioria de nós achamos de Carmem Miranda se resume a marchinha de carnaval. Pelo contrário, é uma das precurssoras do samba no país.

O projeto “Alô… Alô?: 100 Anos de Carmen Miranda” acertou em cheio ao escolher Roberta Sá, minha preferida. Apresentação impecável (tirando a cuspida que ela levou do Pedro Luís), principalmente porque contou com Ruy Castro, que mostrava um pouco da vida da pequena notável entre uma música e outra. Palmas também para o ônibus do CCBB que não não atrasa nunca e ao espetáculo que começou no horário (em geral, não atrasa mesmo). Terça-feira a bilheteria começa a vender os ingressos para o segundo show da série. 😀