Arquivo | abril, 2009

Peixes Pássaros Pessoas: o novo CD de Mariana Aydar

24 abr

https://i1.wp.com/2.bp.blogspot.com/_4eUv_ZcF0DA/SeMyaOBoBuI/AAAAAAAABwY/vgKET4H6quI/s320/Mariana+Aydar+%5BPeixes,+P%C3%A1ssaros+e+Pessoas%5D.jpg

Mariana Aydar lançou recentemente o seu novo CD, Peixes Pássaros Pessoas. Desatento e ocupado que sou (ou estou), não tive tempo de ouvi-lo mais atentamente, apenas as primeiras músicas, até que a dispersão e o trabalho tomassem conta do meu dia.

O novo trabalho da cantora está – ao meu modo ignorante de avaliar música – muito agradável aos ouvidos, mas bem distante do samba do primeiro trabalho, que muitas vezes eu pensava estar ouvindo Clara Nunes. Neste trabalho, gostei bastante de “Florindo” e “Palavras não falam”. Todavia, acho que conseguiram estragar “Tá” com um arranjo muito forçado e exageradamente eletrônico.

Para quem não sabe, Mariana faz parte do grupo de novas vozes da MPB, juntamente com Roberta Sá, Teresa Cristina, para citar algumas.

Quem qusier tirar suas próprias conclusões pode conferir o CD em http://umquetenha.blogspot.com/2009/04/mariana-aydar-passaros-peixes-pessoas.html

Anúncios

Que livro você seria?

23 abr

Clarice Lispector   Martha Medeiros

O site "Educar para Crescer disponibilizou um teste no qual você responde algumas perguntas e ele diz qual livro nacional você seria. O meu teste disse que eu seria “A paixão segundo GH”, da Clarice e “Doidas e Santas”, de Martha Medeiros. Do último, nunca ouvi falar. O teste pode ser feito em http://educarparacrescer.abril.uol.com.br/leitura/testes/livro-nacional.shtml

 

Resultados

"A paixão segundo GH", de Clarice Lispector

Você é daqueles sujeitos profundos. Não que se acham profundos – profundos mesmo. Devido às maquinações constantes da sua cabecinha, ao longo do tempo você acumulou milhões de questionamentos. Hoje, em segundos, você é capaz de reconsiderar toda a sua existência. A visão de um objeto ou uma fala inocente de alguém às vezes desencadeiam viagens dilacerantes aos cantos mais obscuros de sua alma. Em geral, essa tendência introspectiva não faz de você uma pessoa fácil de se conviver. Aliás, você desperta até medo em algumas pessoas. Outras simplesmente não o conseguem entender.
Assim é também "A paixão segundo GH", obra-prima de Clarice Lispector amada-idolatrada por leitores intelectuais e existencialistas, mas, sejamos sinceros, que assusta a maioria. Essa possível repulsa, porém, nunca anulará um milésimo de sua força literária. O mesmo vale para você: agrada a poucos, mas tem uma força única.

 

"Doidas e santas", de Martha Medeiros

Moderninha e solteira, ou radiante de véu e grinalda? Eis a questão da jovem (ou nem tão jovem) mulher profissional, cosmopolita e, apesar de tudo, muito romântica. Eis a sua questão! Confesse: quantas horas semanais você gasta conversando sobre encontros e desencontros sentimentais com as suas amigas? Aliás, conversando não. Analisando, destrinchando… Mas isso não quer dizer que você só questione a existência de príncipe encantado, não. A vida adulta hoje não está fácil para ninguém, como bem mostram as 100 crônicas de "Doidas e Santas" (2008), que retratam os sabores e dissabores da vida sentimental e prática nas grandes cidades.

 

Tá bom, né?

Silvio e o martelo

8 abr

Será que somente eu gosto da Prova do Martelo, do Programa Silvio Santos? Torci demais pra que essa prova voltasse. E nunca aceitei que as pessoas conseguissem errar aquelas tacadas. São 3 tentativas, pow! Mas parei e pensei: vai ver é a presença do Silvio que faz com que as pessoas fiquem nervosas e errem a mira.

O ponto alto é quando SS tira a nota de cinquenta (reforma ortográfica) reais do bolso e passa na madeira pra ver se não ficou nenhuma beiradinha de prego pra fora. Só depois de todo esse ritual me dou por satisfeito e mudo de canal.

Chaaaaaanges.

8 abr

A filial do inferno fica no Setor de Autarquias Norte. Com a diferença de que os banheiros são mais sujos, há baratas por toda parte e água e papel sempre estão em falta.

O patrão me colocou em um novo posto. Eu diria que é um novo ponto. Entendam como quiser. O fato é que grandes mudanças começaram. E não me refiro à volta de Roriz ou alguma estação de metrô do Arruda. Pelo menos trabalhando muito estou.

ps.: metrô hj estava estuprante. Sem comentar o cabelo de um cara passando no meu braço. Aquela sensação de cabeça raspanda com cabelo nascendo.

ps2.: Alou, Assembléias, Universais e congêneres! Cadê o apocalipse que vocês me prometeram tanto? Por acaso é alguma obra do PAC? Isso não explica o atraso.